Pode ser pelo design diferenciado ou pelo estranho amortecedor traseiro, mas esse não é um tipo de patins que se espera ver nas ruas, mas sim em filmes de ficção científica. O objetivo desse conceito, criado pelo designer Pouyan Mokhtarani, é exatamente esse: mudar o jeito de ver, e de andar de patins, além de dar muito mais velocidade aos praticantes.

 

O mais curioso é que o amortecedor não fica ali somente para dar mais conforto ao passeio. Cada pé tem bolsas de ar, que servem para deixar o pé mais justo lá dentro. O que o amortecedor faz é encher essas bolsas a cada impacto, impedindo o pé de se mexer dentro do patins.

Na continuação, mais imagens.

mercury-skate2mercury-skate6mercury-skate3mercury-skate4mercury-skate5

360

05/03/2009

Folks, I´m back !

The 360 replicates the sensation of snowboarding, surfing and skateboarding. Riders place their feet into the inner parts of both wheels, which puts them in a natural position to shred roads, grass or dirt hills.

The 360 can be used in two ways: free-ride and freestyle. On one hand, it can be ridden downhill as it is equipped with a system to regulate speed. On the other hand, it can be used to perform tricks and figures.

360-prototype02360-action011360-prototype01360-action03

Imagination is the only limit!

 

Project by FRANCESCO SOMMACAL

Homepage: http://www.zerofra.com

Girls are Pretty !

03/03/2009

Contra todas as expectativas, Jason Levesque começou a trabalhar numa empresa ligada à tecnologia, uma pequena startup.com em Williamsburg. Fruto da sua maneira de estar, era vulgar andar de skate por todo o lado a fazer malabarismos e a ultrapassar obstáculos. Por esse motivo, quando adoptou um nome artístico, decidiu fazer jus à forma como as pessoas o viam no dia a dia. Stuntkidé o nome por que é conhecido.

Grande parte do trabalho de Levesque começa com uma fotografia tirada pela sua câmara Nikon. A maior parte das vezes que fotografa, imagina aquele objecto ou cena como uma mera ilustração, tentando abstrair-se de tudo o resto que cause distracção no enquadramento.

Diz que não tem uma motivação para fazer o seu trabalho, o que o separa dos demais artistas e o coloca meramente no mundo da ilustração. Como ilustrador, normalmente tem uma ideia do que pretende fazer, e pensa na forma mais eficiente de a realizar do ponto de vista prático. A maior parte do tempo, Jason diz-se focado em finalizar aquilo que considera um produto, relegando para segundo plano a inspiração.

Na sequência do seu trabalho, Jason lançou um livro chamdo “Girls are Pretty“, do qual poderá ver aqui algumas imagens.

 

Girls are Pretty ! Girls are PrettyGirls are Pretty

Realmente incrivel o trabalho que foi feito neste Skate, riquíssimo em detalhes , super cool, totalmente requintado muito bem acabado; mas a questão é ! ?

Será que dá pra fazer umas manobrinhas !?

 

shape_de_skate_diferenciado_loren_kulesus_05-469x264shape_de_skate_diferenciado_loren_kulesus_02-469x264shape_de_skate_diferenciado_loren_kulesus_01-469x264shape_de_skate_diferenciado_loren_kulesus_03-469x264

A dupla Claudia Knoepfel  e Stefan Indlekofer( o fotógrafo), cujo o trabalho deve ser admirado também no Vogue Paris, W Magazin, 10 e ID.
Desde que Claudia Knoepfel começou a trabalharna indústria do skate , ela por Matthew Lee (o suíço o Skateboard compra doodah do „“) com o gene FFS do desejo, quer o modelo tornar-se, referencia em praias exoticas , por mulheres retrato-bonitas cerca. Infelizmente nunca poderia encontrar-se com este desejo lhe, mas em torno do erro o Skateboard demasiado lindern com o mais dentro os modelos da demanda do mundo poderia dever ser feito a um blueprint, entre eles Isabeli Fontana, pedra de Lara, tonuses Garrn e Edita.
Os retratos que resultam dele estão agora disponíveis como um Skateboardseries limitado no doodah.

Limited Edition of 150
A venda na doodah shops
http://www.doodah.ch/shop.php

doodahsupermodels-webMuito Style se alguém estiver indo para a Alemanha Traga um para mim !

vans-kiss-spring-2009-sk8-hi-1-457x5402